Wednesday, August 24, 2016

um poema de flávio morgado e uma foto feita por ele


água

o espelho de narciso
o estige de aquiles
o batismo de são joão
o recurso da hidrelétrica
a usina a barragem
o rio a sede
sua luz gutural
seu desprendimento de chuva
os dois átomos de hidrgênio
os fitoplânctons o pulmão
a remissão do solo à pétala

em última escala,
a permissão desse poema
e a última vida humana
a sua ausência

... desconhecem seu nome

ao ver tunico, meu sobrinho,
sair de seu banho dando
tchau para a aguinha


(esse poema coisa-mais-linda está no segundo livro de flávio, uma nesga de sol a mais, que dá pra comprar no site da 7letras)


uma nesga de sol no sol
©morgado




Tuesday, August 23, 2016

você


você fodeu a cidade
todo lugar que eu passo
te vejo
a feira a livraria
duas pontes a beira do canal
pegar ônibus sem pagar
e nada de você
todo mundo já escreveu
sobre isso
e esse poema já nasce velho
antes mesmo de ser terminado
batizo essa dor
que nem dor é
de Você
amanhã eu vou acordar
como sempre se acorda
eu não tô mal não é o fim
do mundo
eu tenho afinal tanta coisa
pra fazer
mas que graça tem
sem você
vou pra feira
mamão morango luis
pimenta sal
vou comer
em sua homenagem
o que você comeu
não vou te comer
vou sentar ali com os hippies
vai me dar raiva de mim
ritualizando o impossível
o mar é incontornável
não
vai me dar raiva de você

você fodeu a casa
cada prato cada espelho
o colchão velho
as fronhas o travesseiro
a varanda a lumánaria
por você até cigarros
na cama liberei
o inventário inteiro
até o teto tem
você
não sei nem por que
em vez de tu
tô usando "você"
que vontade de escrever
esse poema
pra tu (agora sim)
mas que porra ele não sai
você fodeu a cidade a casa
o poema e
o pronome que eu mais gosto

Monday, August 22, 2016

habemus martelo no saldão, afinal!



interrompemos a programação pra dizer que eu tenho cinco (apenas!) cópias d'o martelo querido nas minhas mões pra vender pelos olhos da cara no saldão. pelos olhos da cara porque ele vem assinado com foto AND mais um negócio feito à mão por esta tabacuda que vos escreve, uma ideia genial que eu tive e não vou contar, mas é belíssimo haha

aqui embaixo tem tudo as explicação e essa é uma bela foto que fiz hoje cedo quando os livro chegou. vale lembrar que ele tá esgotado na editora e esgotado na fnac, ou seje agora só dá pra comprar socê tiver em lisboa (na pó dos livros, letra livre ou sr. teste), mas apenas talvez dê, porque pode ser que tenha esgotado lá também e eu não saiba.

mas comprem a mim, que é pra ajudar na reconstrução da vida pós-divórcio!

(aproveitem pra comprar tudo logo esse finde antes de mercúrio ficar retrógrado, susan tá dizendo que dias 26 e 27 vênus fica direto com júpiter em virgem e que "on this weekend, you might want to buy a piece of art or a beautiful piece of jewelry that would represent an investment" ó aí!).

inda tarra na cama quando o correio féla da puta tocou na campainha


wally e uma figa



e essa foto belíssima gripada and demônia
porque sim porque agora que descobri esse tal
de photo booth no computador vou fazer
500 selfies feios todo dia aceitem haha





então lembrando:
1. onde escolher:
fuce o meu flickr, o vodca ou o sité sério (menos as fotos de vovó).

incrusive arrumei o flickr em álbuns, caso isso ajude vocês a encontrar o que procura.

2. como escolher:
copie os LINKs das fotos que você quer (não adianta descrever "quero aquela foto dos corações", que não vou saber qual é!).

3. finalizando o pedido:
mande email para o ivanova.ivanova@gmail.com com os links das fotos que você quer, e os respectivos tamanhos!

depois disso, dependendo do tipo de pagamento que você escolher, te enviarei OU os dados bancários OU a fatura do paypal. e  você envia o seu endereço para postagem das fotos.

4. tamanhos e preços (inclui frete, assinatura, mimos surpresa, meu amor e minha gratidaum):
10x15 (no mínino 2): R$ 50 (cada)
15x21: R$ 80
20x30: R$ 170
30x40: R$ 350
o martelo assinado + foto 15x21 (a vossa escolha!) + presente secreto feio à mão: R$ 150


algumas observações: 
a) a foto 10x15 só pode ser pedidas em duplinha primeiro porque é mais bonito já que o print é tão pequeno; segundo porque R$ 50 reais é pouco mais de dez euros, e o frete é tão caro que não compensa pra mim. desculpa! :) quantas mais você pedir, no entanto, maior é seu desconto, miga.

b) as fotos de vovó e a foto do prédio em recife não posso vender no saldão porque elas fazem parte de coleções públicas, que pagaram o preção não-saldão delas. agora claro, se alguém quiser comprar uma foto dessa série ou a foto do prédio, tem como fazer no esquema "oficial", me escreve que eu explico mais!

c) socê comprar muitas fotos, tem desconto! (não se de quanto %, mas nóis conversa)

Sunday, August 21, 2016

o divórcio, de hans magnus enzensberger

outra tradução dominical, dessa vez feita na varadinha, já não tem mais menino que foi passear, mas tem um livro (pra ler a tradução de domingo passado, clica aqui).


O divórcio

Primeiro era apenas um tremor na pele -
"Como tu preferir" -, ali onde a carne é mais escura.
"O que é que tu tem?" - Nada. Sonhos leitosos
de abraços, mas na manhã seguinte
o outro parece outro, estranhamente ossudo.
Mal-entedidos afiados. "Naquele dia em Roma -"
Eu nunca disse isso. - Pausa. O coração bate acelerado,
um tipo de ódio estranho. - "Não é disso que eu tô falando."
Repetições. Uma certeza brilhantemente clara:
de agora em diante tá tudo errado. Inodora e nítida,
como uma foto de RG, essa pessoa que desconheço
com uma xícara de chá na mesa, olha fixamente.
Isso é inútil é inútil é inútil:
ladainhas na cabeça, náuseas se aproximando.
Fim das acusações. Devagar o quarto inteiro
vai se enchendo de culpa.
A voz que soa é estranha, só os sapatos,
que fazem barulho no piso, os sapatos não são.
Da próxima vez, num restaurante vazio,
em câmera lenta, migalhas de pão, se falará de dinheiro,
rindo. A sobremesa tem gosto de metal.
Duas pessoas que não se tocam. Sensatez aguda.
"As coisas não são tão ruins assim". Mas à noite
o desejo de vingança, a briga burra, anônima,
como dois advogados esqueléticos, dois caranguejos grandes
na água. Depois a exaustão. Devagar
a ferida se abre. Encontrar uma tabacaria nova,
um endereço novo. Párias assustadoramente aliviados.
Sombras que vão ficando menos escuras. Eis aqui o papel assinado.
Eis aqui as chaves. Eis aqui a cicatriz.





Saturday, August 20, 2016

maravilhas que aparecem quando nóis limpa o HD


achei hoje umas foto velhíssimas das maquetes maraviliosas (com xita e tudo hahaha) que fiz em 2014 para a apresentação do TCC na #achtens.



a opção 1 era assim, meus prof gongaram muito mas no fim apresentei de um jeito até que parecido:


essas pessoas, gente, o que passa na minha cabeça pelamor?



essa era a opção 2, mais sem graça, que era a que meus prof queria que eu usasse, francamente viu





Sunday, August 14, 2016

as roupas, de hans magnus enzensberger


traduzi esse poema hoje de tarde, deitada na rede, mais feliz do que triste, depois de lavar e estender as roupas de um outro menino, que passeava.

As roupas

Lá estão elas, quietas e felinas
no sol, meio-dia,
tuas roupas, folgadas,
reais como um acidente.
Elas cheiram a você, de leve,
se parecem com você.
Elas entregam tua sujeira,
teus maus costumes,
teu cotovelo na mesa.
Elas têm tempo, não respiram,
são sobras, moles, cheias de botões,
funções e manchas.
Nas mãos de um policial,
uma costureira ou um arqueólogo,
elas lhes dariam seu preço de custo
e teus segredos mais fúteis.
Mas onde tu tás, se tás triste,
as coisas que tu queria ter me dito
e nunca dissesse
se as coisas que aconteceram, se foram por amor
ou por necessidade ou por esquecimento
e os motivos das coisas
terem sido assim
como foram
como fatalmente morreram
se tu tás morta, ou se
tu tás deixando o cabelo crescer,
isso tuas roupas não dizem.




Tuesday, August 09, 2016

catálogo de vovó no saldão


migas, ontem chegou uma caixa cheia dos catálogos da exposição individual com as fotos de vovó no DKW museum de cottbus. essas coisas geralmente não se vendem mas eu não tenho onde depositar essas lindezas então vou vendê-las no saldão.

a ideia é então que um catálogo assinado + foto inédita da série (nunca antes publicada, nem mesmo online ela tá!) no tamanho 10x15 + frete = R$ 90.

para quem quiser outras fotos mais catálogo com a fotinho inédita, faço desconto deuso.






então lembrando:
1. onde escolher:
fuce o meu flickr, o vodca ou o sité sério (menos as fotos de vovó).

incrusive arrumei o flickr em álbuns, caso isso ajude vocês a encontrar o que procura.

2. como escolher:
copie os LINKs das fotos que você quer (não adianta descrever "quero aquela foto dos corações", que não vou saber qual é!).

3. finalizando o pedido:
mande email para o ivanova.ivanova@gmail.com com os links das fotos que você quer, e os respectivos tamanhos!

depois disso, dependendo do tipo de pagamento que você escolher, te enviarei OU os dados bancários OU a fatura do paypal. e  você envia o seu endereço para postagem das fotos.

4. tamanhos e preços (inclui frete, assinatura, mimos surpresa, meu amor e minha gratidaum):
10x15 (no mínino 2): R$ 50 (cada)
15x21: R$ 80
20x30: R$ 170
30x40: R$ 350
catálogo assinado de vovó + fotinho inédita: R$ 90


algumas observações: 
a) a foto 10x15 só pode ser pedidas em duplinha primeiro porque é mais bonito já que o print é tão pequeno; segundo porque R$ 50 reais é pouco mais de dez euros, e o frete é tão caro que não compensa pra mim. desculpa! :) quantas mais você pedir, no entanto, maior é seu desconto, miga.

b) as fotos de vovó e a foto do prédio em recife não posso vender no saldão porque elas fazem parte de coleções públicas, que pagaram o preção não-saldão delas. agora claro, se alguém quiser comprar uma foto dessa série ou a foto do prédio, tem como fazer no esquema "oficial", me escreve que eu explico mais!

c) socê comprar muitas fotos, tem desconto! (não se de quanto %, mas nóis conversa)